AGED monitora logradouros para atualização de dados sobre propriedades com riscos epidemiológicos

A ação também analisa possíveis pontos de introdução e/ou disseminação de enfermidades vesiculares nos animais

 

A ação incluiu vistoria em lixões

Por Suyane Scanssette
14/12/2020 15:52

A Unidade Regional da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) em Zé Doca está realizando atualização e classificação dos Possíveis Pontos de Introdução e/ou Disseminação de Enfermidades Vesiculares (PPIDEV) nos animais e também das Propriedades Pecuárias sob Maior Risco Epidemiológico (PPMRE) nos municípios de Centro Novo do Maranhão, Governador Nunes Freire, Maracaçumé e Maranhãozinho.

A análise de risco foi efetuada em locais como matadouros/abatedouros, lixões, estradas boiadeiras, terminal rodoviário e em estabelecimentos rurais com animais susceptíveis que estejam sob riscos epidemiológicos. A ação foi executada pela fiscal estadual agropecuária, a médica veterinária Anne Caroline Azevedo de Almeida.

De acordo com a gestora da Unidade Regional da AGED em Zé Doca, Cleide Cunha, esta atualização dos Possíveis Pontos de Introdução e/ou Disseminação de Enfermidades Vesiculares (PPIDEV) e das Propriedades Pecuárias sob Maior Risco Epidemiológico (PPMRE) servirão de base para elaboração do Planejamento Anual de Atividades de Vigilância para 2021.

Atividades de vigilância ativa são ações de rotina promovidas pela AGED ao longo do ano que tem como objetivo a detecção precoce de sintomatologia de enfermidades e de prestar orientações aos proprietários/responsáveis pelos estabelecimentos sobre cuidados com a saúde animal.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao