AGED em Rosário começa a entrega de vacinas contra aftosa para produtores em extrema vulnerabilidade

Serão distribuídas mais de 5000 doses beneficiando cerca de 314 criadores

Por Suyane Scanssette
28/07/2020   17:42

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) em Rosário iniciou a entrega das vacinas contra febre aftosa e realizou a imunização assistida dos bovinos de produtores de áreas quilombolas e em extrema vulnerabilidade, incluídos nos municípios da região com baixo IDH. As vacinas doadas foram adquiridas com recursos do governo do Estado para atender os produtores de áreas indígenas, quilombolas e de extrema pobreza. Serão distribuídas mais de 5000 doses para aproximadamente 314 criadores.

A ação da AGED percorreu, neste primeiro momento, os municípios de Icatu, Cachoeira Grande, Axixá, Morros, Santo Amaro, Paulino Neves, Primeira Cruz e Humberto de Campos. A gestora da AGED em Rosário, Layza Freitas explicou que nos diversos municípios, a Agência contou com o apoio das Prefeituras, dos Sindicatos e Associação de Criadores. “Em Morros tivemos o apoio do secretário de Agricultura, que através do termo de cooperação técnica está nos auxiliando na busca de criadores em situação de vulnerabilidade. Assim como em Axixá, Icatu e Paulino Neves as Prefeituras nos apoiaram cedendo seus técnicos e contamos ainda com a parceria da Associação de Criadores e dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cachoeira Grande e Humberto de Campos para localizar os produtores e realizar a entrega das vacinas. Já em Primeira Cruz e Santo Amaro, municípios com baixos índices de desenvolvimento humano, intensificamos as buscas e tivemos o apoio de técnicos do Programa +IDH para realizar a nossa imunização assistida. Essas parcerias são importantes, não só para cumprirmos as metas estabelecidas pelo Ministério da Agricultura mas para nos fortalecermos e melhorarmos diretamente a vida destes criadores”, afirmou Layza.

A gestora da AGED informou ainda que a ação continuará nestes municípios e se iniciará na região de Rosário, Presidente Juscelino, Santa Rita e Barreirinhas com a distribuição das vacinas, acompanhamento das vacinações dos rebanhos e cadastramento de novos produtores.

“Devido aos fortes casos de Covid-19 assolando a comunidade mais idosa e, uma vez que em nossa região a maioria dos criadores tem mais de 50 anos e renda familiar muito baixa, as ações de levar o escritório para o campo, com doações de vacina, realização de imunização assistida e esclarecimentos sobre a importância do serviço de defesa agropecuária para a economia do País, ainda mais nesse momento de crise sanitária, é muito positivo”, destacou o técnico agropecuário da AGED, Anacleto Rodrigues.

Nas ações da AGED foram tomadas todas as medidas de segurança com relação ao coronavírus, recomendadas pelos órgãos Oficiais de Saúde, bem como as medidas sanitárias necessárias na hora de imunizar os animais.

Mais ações de fiscalização

A gestora da AGED em Rosário Layza Freitas disse ainda que os fiscais da Agência ainda realizaram vistorias em propriedade rurais para cadastros de novos produtores, além da busca por criadores inadimplentes de etapas anteriores das campanhas de vacinação para que possam se regularizar junto ao órgão quanto à vacinação dos seus animais e de eventuais documentos pendentes em cadastros. Essa ação fiscalizatória ocorreu no município de Tutóia.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao