Pragas Quarentenárias

PRAGAS QUARENTENÁRIAS

Conceito

São pragas de importância econômica potencial para uma determinada área onde ainda não estão presentes, ou, quando presentes, não se encontram amplamente distribuídas e estão sob controle oficial.

SÃO PRAGAS DE NOTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA.

Legislação  IN MAPA n. 59, de 18.12.2013, e alterações

Mosca da Carambola

Importância Econômica

A mosca da carambola (Bactrocera carambolae) faz parte do mesmo grupo das moscas das frutas e por isso causa os mesmos tipos de danos, com suas larvas alimentando-se dos frutos. A praga não causa danos à saúde, mas é de grande importância para a economia brasileira devido às exigências de acordos internacionais com países exportadores de frutas nacionais. Embora tenha preferência pela carambola, a Mosca também em outros hospedeiros preferenciais: manga, laranja, goiaba e jambo. Entre os hospedeiros secundários estão o caju, graviola, biribá, abiu, tangerina, laranja, pitanga vermelha, jambo rosa, jambo branco, taperebá, tomate e a fruta-pão.

Programa Nacional de Erradicação da mosca da Carambola – PNEMC

O Monitoramento da Mosca da Carambola é uma operação oficial coordenada pelo Programa Nacional de Erradicação da Mosca da Carambola do MAPA, que apresenta como objetivos: (a) erradicação da praga nos estados do Amapá e de Roraima, (b) manutenção das Unidades da Federação livres da praga e (c) manutenção das exportações de frutas. O PNEMC é executado no Maranhão mediante monitoramento da mosca através de armadilhas de captura instaladas estrategicamente nos pontos de entrada rodoviária e marítima do território maranhense.

Ações desenvolvidas

QUADRO I: Localização das armadilhas de monitoramento da mosca da carambola na microrregião de Gurupí e Aglomeração Urbana de S. Luís

QUADRO II: Localização das armadilhas instaladas nas microrregiões de  Pindaré e Imperatriz

MAPA: Armadilhas de Monitoramento da Mosca da Carambola

Legislação

Sigatoka Negra

Importância Econômica

Essa praga (Mycosphaerella fijiensis) instalou-se inicialmente no país na região Norte e hoje já se encontra disseminada nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul, provocando grandes prejuízos aos produtores dessas regiões. No Maranhão confirmou-se a presença da mesma em Julho-2013. A praga possui um fator de virulência altíssimo que, além de eliminar várias plantações nas regiões atingidas, está provocando reação de vários Estados consumidores que estão impedindo a importação de frutos oriundos das regiões afetadas.

Situação atual da condição de Sigatoka Negra no Brasil (em construção)

Sistema de Mitigação de Risco – SMR para a Sigatoka Negra

Tendo em vista a importância que possui a bananicultura para a economia do Maranhão, a AGED instituiu a implantação e manutenção do Sistema de Mitigação de Risco – SMR para a Sigatoka Negra através da Portaria n. 866, de 22/10/2013, com base na IN MAPA n. 17, de  31/05/2005, possibilitando a adesão voluntária dos componentes da cadeia produtiva de banana no Estado, oportunizando ao produtor (bananicultor) a manutenção de sua atividade rural e comercialização de seu produto nas unidades da federação, mediante a integração de diferentes manejos de risco da praga.

Ações desenvolvidas

Legislação

Moko da Bananeira

Importância Econômica

É causado pela bactéria Ralstonia solanacearum Smith (Pseudomonas solanacearum, raça 2). A transmissão da doença ocorre principalmente através do uso de ferramentas infectadas nas várias operações que fazem parte do trato dos pomares. O Moko atualmente é considerada a principal doença da bananeira, em função dos riscos que representa para a bananicultura das regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste do Brasil. Sua constatação deu-se em 1976 no estado do Amapá e 1987 em Sergipe. Nas regiões Norte e Nordeste a doença encontra-se bastante difundida. É um dos maiores problemas fitossanitários da bananicultura na região Norte do Brasil, principalmente para o Amazonas e Amapá. Não está presente no Maranhão.

Ações desenvolvidas

Legislação

Cancro cítrico

Importância Econômica

 

O Cancro cítrico (Xanthomonas axonopodis pv. Citri) ataca todas as variedades e espécies de citros e constitui-se numa das mais graves doenças da citricultura brasileira. Não há medidas de controle capazes de eliminar completamente a doença. A eliminação da bactéria de uma área exige a erradicação das plantas doentes e das demais suspeitas de contaminação. Em junho de 2009, em São Luís, foram identificados dois focos de cancro cítrico. Diante da confirmação da ocorrência da praga, foram seguidos os procedimentos estabelecidos pelo MAPA através da Portaria MAPA n. 291, de 23 de julho de 1997, para erradicação dos focos.

Ações desenvolvidas

Legislação

Greening

Importância Econômica

De acordo com a legislação fitossanitária brasileira vigente, IN MAPA n. 59, de 18.12.2013, a bactéria Candidatus liberibacter spp. é considerada Praga Quarentenária Presente. A primeira detecção da praga no Brasil se deu em 2004, no Estado de São Paulo. Em 2005 teve sua ocorrência confirmada também em Minas Gerais e, logo após, no Estado do Paraná em 2007. A disseminação da praga na região de cultivo se dá através de um inseto vetor, mais especificamente um psílidio, chamado Diaphorina citri, presente em diversas regiões do Brasil.

Ações desenvolvidas

Legislação

Pinta preta ou Mancha preta dos Citros

Importância Econômica 

 

A doença, causada pelo fungo Guinardia citricarpa, causa lesões em frutos com prejuízos às exportações a países europeus. Atualmente o patógeno encontra-se relatado na Oceania, Ásia, África e América do Sul, tendo maior importância em países como África do Sul, Brasil e Argentina. Foi relatada inicialmente em pomares comerciais no Estado do Rio de Janeiro, em 1980, afetando diferentes espécies cítricas e, desde então, vem avançando para as regiões produtoras do Brasil.

Ações desenvolvidas

Legislação

Ácaro hindu dos citros

Importância Econômica

A primeira notificação de detecção dessa praga exótica data de 2008 em citros em Roraima. O ácaro Schizotetranychus hindustanicus, também conhecido como ácaro-hindustânico-dos-citros, foi detectado inicialmente em folhas e frutos de limão-tahiti e galeguinho, no Município de Boa Vista, RR, provavelmente introduzido por material proveniente da Venezuela.

Ações desenvolvidas

Legislação

Broca Conígera ou Broca da Teca

Importância Econômica

A Broca-da-teca (Sinoxylon conigerum), um inseto nativo da Ásia classificado no Brasil como praga quarentenária presente, encontra-se atualmente restrita ao Estado do Mato Grosso. O inseto ataca madeira recém-cortada, onde as galerias escavadas pelas larvas podem inutilizar a madeira. O controle do trânsito de estacas propagativas ou de madeira das espécies hospedeiras, entre elas teca, aroeira,bálsamo,cajueiro e mogno, são formas preventivas de controle. Assume importância econômica no Estado em virtude da expansão das áreas de plantio de espécies vegetais para reflorestamento e matéria-prima para a indústria de papel e celulose.

Ações desenvolvidas

Legislação

Ácaro vermelho das palmeiras

Importância Econômica

O ácaro-vermelho-das-palmeiras (Raoiella indica) tem sua provável origem no sul da África e em 2004 chegou às Américas onde se dispersou rapidamente para mais de 20 países. Em julho de 2009 sua presença foi detectada no estado de Roraima e em 2011 em Manaus. A praga ataca diversas espécies de plantas, sobretudo palmeiras, bananeiras e helicônias. A dispersão de ácaros pode ocorrer via transporte de mudas ou partes de plantas infestadas, vento, animais (principalmente pássaros) e trânsito de pessoas, que podem levar o ácaro em suas roupas, veículo e bagagem, por exemplo.

Ações desenvolvidas

 

Cancro bacteriano da videira

Importância Econômica

O cancro bacteriano da videira é causado pela bactéria Xanthomonas campestris pv vitícola, foi detectada pela primeira vez no Brasil em 1998 no Vale do São Francisco.  Devido a sua importância econômica, esta se constitui um dos principais problemas fitossanitários para a videira nas áreas irrigadas do Vale.

Ações desenvolvidas

 

Legislação

Cancro europeu das pomáceas

Importância Econômica

O cancro europeu das pomáceas, também conhecido como cancro de néctria, é uma importante doença da macieira na maioria dos países onde ela ocorre. É causada pelo fungo Neonectria ditissima, que possui como sinonímia outros nomes como Neonectria galligena, Nectria galligena, entre outros.

Ações desenvolvidas

Legislação

Cochonilha do Carmin

Importância Econômica

O inseto cochonilha do carmim, Dactylopius opuntiae, destroi a palma forrageira, representando importante impacto econômico  nos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará.

Ações desenvolvidas

 

Legislação